Ordem Rosacruz
Uma Antiga Sabedoria para um Mundo Novo

Sobre a vaidade

1.664

Os pensamentos no livreto versam sobre a vaidade e foram inspirados a partir do trecho bíblico extraído de Eclesiastes (1,2): Vanitas vanitatum et omnia vanitas, que significa: “Vaidade das vaidades, tudo é vaidade”.

Eles são do filósofo brasileiro do século XVIII Mathias Aires Ramos da Silva Eça, nascido em São Paulo em 27 de março de 1705. Estes pensamentos foram publicados por Mathias em 1752 na sua obra “Reflexões Sobre a Vaidade dos Homens”, Editora Escala. Este pensador de temperamento calmo e personalidade introvertida estudou em São Paulo, morou em Lisboa e Coimbra, em Portugal, e em Paris, França, onde escreveu obras em francês e latim.

Suas reflexões nos lembram certa Iniciação Rosacruz e traduzem um dos maiores vícios da natureza humana.

Como uma escola de desenvolvimento humano, a Ordem Rosacruz, AMORC lembra a importância da sua permanente observação e atenção quanto a este aspecto da natureza humana que precisa ser constantemente vigiado.

ACESSAR LITERATURA